Mitocôndrias

O que são mitocôndrias?

Mitocôndrias são uma das muitas organelas presentes no citoplasma das células eucariontes.

Estrutura

As mitocôndrias apresentam formato ligeiramente ovalado e medem no máximo 10 micrômetros de comprimento.

Vistas apenas com microscópio eletrônico, essas organelas estão formadas por duas membranas muito semelhantes à membrana celular: uma externa e outra interna.

A membrana externa é lisa. Já a interna é cheia de dobras que podem formar estruturas parecidas com cristas e pequenos tubos.

Quanto mais cristas uma mitocôndria tiver, mais elevada é sua atividade.

Características das Mitocôndrias

Na membrana externa das mitocôndrias são encontradas proteínas especiais que formam canais.

Por esses canais moléculas incrivelmente pequenas podem ir do citoplasma para o espaço entre a membrana externa e a interna.

Já na membrana interna existem fosfolipídios que promovem impermeabilidade dessa a várias moléculas.

O núcleo das células é o local típico de armazenamento de material genético (DNA). Mas as mitocôndrias têm seu DNA próprio, que é diferente do DNA nuclear.

Esse DNA é capaz de passar por duplicação e por transcrição (decodificação do código genético e produção de ácidos ribonucleicos – RNAs) de forma independente do núcleo.

Localização

Elas aparecem imersas no citosol, a parte mais fluida do citoplasma, podendo estar isoladas ou juntas. Em algumas células, as mitocôndrias estão próximas do retículo endoplasmático.

Função das Mitocôndrias

As mitocôndrias são responsáveis pela transformação da energia dos alimentos em energia que possa ser usada pela célula e transportada entre as células.

As mitocôndrias conseguem fazer isso através da respiração.O trabalho delas leva ao gasto de moléculas de oxigênio.

No final do processo, é formada uma molécula que recebe o nome trifosfato de adenosina (ATP).

Moléculas de ATP são extremamente importantes para o funcionamento das células, pois representam suprimentos de energia.

Outra função essencial é aquela que se conhece como morte celular programada ou apoptose.

As células ficam velhas e passam a não funcionar adequadamente. Afim de garantir vitalidade, sinais bioquímicos alertam as mitocôndrias de que é tempo de iniciar a apoptose.

Então, proteínas da membrana mitocondrial externa são liberadas. Essas proteínas ativam uma sequência de reações químicas durante as quais outras organelas celulares são destruídas.

E após essa sequência, a membrana celular se desintegra.

Origem das Mitocôndrias (Como surgem nas células)

Óvulos e espermatozoides contêm mitocôndrias. Afinal, eles são células com a função de formar um embrião.

Porém, as mitocôndrias de um espermatozoide se localizam na base da cauda. É que elas fornecem o excesso de ATP necessário para a movimentação constante.

Uma vez que a base da cauda não penetra no óvulo durante a fecundação, as mitocôndrias que o embrião herda são somente aquelas contidas no óvulo.

O DNA mitocondrial, por ser doado ao embrião apenas pela mãe, permite que os pesquisadores identifiquem linhagens (bisneta, neta, avó, mãe, filha) em populações humanas tradicionais.

Sabendo com segurança o grau de parentesco entre essas pessoas, os cientistas podem responder a outras perguntas, como o motivo de haver mais interações amistosas entre os membros de uma linhagem do que entre membros de linhagens diferentes.

Importância

Por fornecerem energia para as células através de moléculas de ATP, as mitocôndrias estão diretamente envolvidas com a sobrevivência das células.

O fato de mitocôndrias terem DNA próprio fez com que se criasse uma hipótese.

Chamada de hipótese endossimbiótica, ela sugere que as mitocôndrias possam ter evoluído a partir de procariontes de vida livre.

Esses procariontes teriam sido engolfados por uma célula eucarionte.

Para a ciência, as mitocôndrias oferecem vantagens: como seu DNA é menor do que o DNA nuclear, é mais fácil estudá-lo.

Nas últimas décadas elas assumiram um papel relevante nas pesquisas: elas participam do desenvolvimento de terapias contra o câncer, já que são fundamentais no processo de controle da morte celular.

As mitocôndrias são, portanto, ferramentas a serem empregadas no sentido de garantir a sobrevivência das células sadias e o ataque às células cancerígenas.

Mitocôndrias – Doenças

O DNA que existe nas mitocôndrias herdadas da mãe pode vir com alterações que causam doenças. Mas podem ocorrer também mutações espontâneas depois do DNA mitocondrial ter sido doado.

Algumas enfermidades associadas ao mal funcionamento das mitocôndrias podem ser causadas por mutações no DNA nuclear.

Esse DNA interfere no metabolismo da célula como um todo, incluindo o funcionamento das mitocôndrias.

Em 1986 foi descrita uma deficiência auditiva que é causada por problemas nas mitocôndrias.

Essa deficiência pode estar associada a vários outros problemas de saúde em diferentes partes do corpo ou a surdez pode ser o único sintoma.

O implante coclear é uma das alternativas atuais de contornar a deficiência. Até o momento se sabe bem pouco sobre essa doença.

Recomendados

Anfíbios

O que são anfíbios? Os anfíbios são os descendentes mais diretos dos primeiros animais que…

Répteis

O que são répteis? Na visão dos cientistas atuais, o que chamamos de répteis está…

Animais vertebrados

O que são vertebrados? Uma definição tradicional na zoologia para o termo vertebrado é: animal…

Animais do Pantanal

O Pantanal é um mosaico de ambientes. Isso faz com que a expressão animais do…