Partes do violão

O violão é um instrumento de madeira com cordas de nylon ou aço e pode ser usado tanto para música erudita quanto popular.

A seguir, listaremos as partes do violão, nome e a sua função neste instrumento.

Corpo

O corpo do violão é a caixa principal do instrumento, sendo responsável por ressonar e amplificar o som que é produzido pela vibração das cordas, ou seja, é a caixa acústica do instrumento.

Todo o corpo é constituído do tampo, das laterais e do fundo. Essa região também acomoda a boca, o rastilho e a ponte.

Tampo, laterais e fundo

Essa parte do violão é uma das principais, pois fornece a qualidade sonora do instrumento. Existem vários tipos de materiais para o tampo, porém os mais comuns são o cedro e o abeto.

O tampo de abeto confere maior projeção sonora, notas definidas e variedade timbrística. Já no tampo de cedro, o som é mais uniforme, escuro e os baixos acabam ganhando mais peso sonoro.

Por outro lado, existem os tampos double top, que são feitos com duas madeiras ligadas através do nomex (fibra sintética). Alguns luthiers misturam os tipos de madeira nessa técnica.

É no interior do tampo também que ficam os leques. Essas ripas de madeira servem para segurar o tampo para que ele não envergue, além de fornecer variações timbrísticas ao instrumento.

Em relação às laterais e ao fundo, essas regiões são responsáveis pela projeção sonora.

As madeiras dessas duas partes podem ser Jacarandá Baiano, Jacarandá Indiano, Mogno, Imbuia, Pau-ferro, entre outras.

Boca

O som produzido pela vibração das cordas no interior do violão sai pela boca. Sendo assim, essa parte do violão influência na produção timbrística do instrumento.

Em volta da boca encontramos um desenho que chamamos de mosaico ou roseta.

Mão

A mão do violão é a responsável por acomodar todo o mecanismo das tarraxas e está localizada na parte de cima do instrumento.

Tarraxas

As tarraxas são pequenos pinos que enroscam as cordas do violão, sendo feitas de plástico ou metal (melhor qualidade).

A tarraxa, portanto, é responsável por afinar as cordas do violão e devem estar posicionadas corretamente para não causar desafinações.

Pestana

A pestana fica encaixada entre o braço e a mão do violão, sendo móvel e não colada.

Essa pequena peça feita de osso, é responsável por acomodar e distanciar as seis cordas do violão.

Ao olhar de perto essa parte, você poderá notar pequenos vincos cravados no osso, é alí que as cordas se acomodam e é isso que faz com que elas não se encostem, ocasionando desafinações.

Vale notar que na pestana podemos regular a distância entre as cordas e suas alturas em relação à escala da primeira metade do braço do violão.

Assim, pessoas com mãos pequenas, em geral, preferem cordas com menor distância entre si e mais baixas para facilitar ao pressionar os dedos nas casas do violão.

Já as pessoas de mãos grandes, necessitarão de uma distância maior entre as cordas.

O braço e a escala

O braço do violão acomoda a escala com os trastes e cordas. Desse modo, temos as alturas sonoras, ou seja, as notas.

Em geral, a escala é feita de madeira maciça, como o ébano, e o braço de mogno.

Vale notar que o formato do braço, na parte em que encostamos o polegar para tocar, pode ser arredondado ou mais chato. Cada formato acomoda diferentes tipos de mão, a decisão vai do intérprete.

O padrão do tamanho da escala é 65 cm, porém, pessoas com mãos menores podem conseguir uma escala com 63 cm, por exemplo.

Isso facilita, pois a divisão dos trastes fica menor e, assim, a mão se acomoda melhor.

Por outro lado, caso a mão seja muito grande, é mais confortável os trastes terem uma distância maior, portanto, uma escala maior facilitaria.

Cordas

Um violão tradicional possui 6 cordas, porém existem violões de 7 cordas ou até mesmo 8. As cordas podem ser feitas de nylon ou aço.

Nas cordas de nylon, as três mais graves são revestidas de cobre ou bronze e são mais grossas. As três mais agudas são totalmente de nylon e finas.

A afinação de um violão tradicional, indo da mais grave para mais aguda, é a seguinte: Mi, Lá, Ré, Sol, Si, Mi.

Trastes e Casas

Os trastes são feitos de metal e ficam dispostos ao longo do braço do violão. Cada espaço entre os traste é o que chamamos de casa.

Cada casa corresponde a um semitom no instrumento. Dessa forma, os trastes precisam estar milimetricamente posicionados para que o violão não soe desafinado.

Por exemplo, você pode notar que os trastes do início são maiores que os do final do braço.

Isso acontece porque as notas das primeiras casas são mais graves, possuem uma onda sonora maior, precisando ter um espaço maior para ser produzida.

Já os trastes menores, acomodam as notas mais agudas que necessitam de pouco espaço para serem geradas.

Cavalete

O cavalete fica preso no tampo do violão, acomoda o rastilho e prende as cordas, mas também influência a sonoridade do instrumento.

Ao tocar o violão com a mão direita mais próxima ao cavalete, o som soará metálico. Ao contrário, se a mão estiver mais próxima do final da escala e longe do cavalete, o som será mais doce.

Rastilho

O rastilho acomoda o final das cordas do violão. Assim como a pestana, essa parte também é feita de osso e é móvel.

Ao observar o rastilho mais de perto, podemos perceber que ele não é reto como a pestana, mas sim inclinado, sendo que a parte mais alta acomoda as cordas mais graves.

Sendo assim, é no rastilho que podemos definir a altura das cordas da região mais aguda do violão e também a distância entre elas.

Artes
As Sete Maravilhas do Mundo Moderno

As Sete Maravilhas do Mundo Moderno são 7 construções escolhidas pela Associação New7Wonders sediada em Zurique, na Suíça, e organizada por Bernard Web, um filantropo suíço. Como surgiu as Sete Maravilhas do mundo moderno? Bernard Web, em  2000, decidiu criar um projeto para encontrar as 7 maravilhas do mundo moderno …

Artes
Instrumentos do samba

O samba, gênero musical brasileiro, teve suas raízes no maxixe, na modinha e no choro. É possível encontrar diversos instrumentos do samba com diferentes funções. Entre os instrumentos acompanhadores (harmonia) e melódicos estão o cavaquinho e violão. Já os instrumentos percussivos, responsáveis pela marcação do ritmo do samba, estão o …

Artes
Jazz

O que é Jazz? Jazz é um gênero musical que se refere a uma vasta variedade de estilos, tendo a improvisação como seu elemento mais marcante. O jazz pode ser entendido como um estilo que foi desenvolvido pelos afro-americanos no final dos séc. XIX e início do séc. XX em …